Bannerweb_SOBREVIVENTE_ALERO_970x250-2.gif

Laudo do IML revela que jovem foi esfaqueada 20 vezes no pescoço pelo marido



A Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Contra a Vida, em Ariquemes (RO), concluiu as investigações do feminicídio de Vitória Beatriz de Souza Franco, de 23 anos, assassinada pelo marido. O exame do Instituto Médico Legal (IML) revelou que a vítima levou ao menos 20 facadas no pescoço.


A investigação do caso também mostrou que o companheiro da vítima a atacou enquanto ela estava deitada, no dia 27 de fevereiro.


Os golpes foram de extrema violência e o suspeito golpeou a companheira com pelo menos 20 golpes de faca, todos no pescoço, segundo informou a polícia. A faca usada pelo marido foi achada cravada no pescoço de Vitória.


O suspeito foi indiciado por homicídio qualificado praticado contra mulher por razões da condição de sexo feminino, por motivo fútil, com emprego de meio cruel, mediante recurso que tornou impossível a defesa da vida. A pena prevista é de reclusão de 12 a 30 anos.


O suspeito foi indiciado e segue preso à disposição da Justiça, em Ariquemes.



Confissão do crime


Vitória foi encontrada morta pela polícia ainda com a faca cravada no pescoço, no dia 27 de fevereiro, em uma casa do Setor 10 em Ariquemes.


Após matar a vítima, o próprio suspeito ligou na polícia e avisou sobre o assassinato que havia cometido.


No mesmo dia o suspeito se apresentou espontaneamente na delegacia, na companhia do advogado, mas o plantonista da Unisp optou em não dar voz de prisão.


No entanto, a Polícia Civil seguiu com a investigação e a Justiça determinou que o marido de Vitória fosse preso preventivamente.


Fonte: g1