Almir Suruí se filia ao PDT e deve ser candidato a deputado federal




Almir Suruí deve ser candidato a deputado federal nas eleições de outubro. Conhecido no Brasil e no mundo por defender as florestas de Rondônia, especialmente na região de Cacoal, Almir quer usar seu conhecimento em benefício dos indígenas e da população em geral.

Na terça-feira (29), Suruí assinou ficha de filiação ao Partido Democrático Trabalhista (PDT), em uma solenidade realizada em Cacoal, que contou com a presença do senador Acir Gurgacz (PDT), do prefeito Adailton Fúria (PSD) e de lideranças da legenda.


“É um grande prazer estar fazendo parte da família PDT. O partido fez história e vem lutando ideologicamente na sociedade brasileira com Leonel Brizola. O partido abriu espaço para os indígenas com o Juruna, que foi deputado federal no Rio de Janeiro”, declarou ao comentar a pré-candidatura à Câmara Federal.


Almir Suruí se filiou ao PDT, onde é pré-candidato a deputado federal - Foto: Divulgação

Suruí falou no discurso que quer levar a Brasília temas que envolvam o desenvolvimento sustentável, meio ambiente e políticas de desenvolvimento regional. Se eleito, ele será o primeiro indígena de Rondônia a conseguir uma cadeira no parlamento federal.

“Quero lutar pela sustentabilidade, desenvolver nosso estado usando os instrumentos democráticos para ouvir e debater. Não somente para os povos indígenas, como para todos e ser exemplo no Brasil. Não quero ser apenas um deputado federal por aventura, e sim, defender o que é melhor para o país, para meu povo, minha cidade. Vamos pra campanha!”.


Rondoniaovivo