HORROR EM RONDÔNIA: garoto de 15 anos confessa ter degolado idosa e gravado as imagens da atrocidade em seu celular



Uma série de áudios que estão sendo compartilhados no WhatsApp apontam para uma reviravolta no crime violento cometido ontem na zona rural de Cabixi, onde uma mulher de 65 anos foi assassinada a facadas. A idosa foi encontrada sem vida pelo próprio filho na Linha 12, Rumo Escondido, a pouco mais de 2 km de cidade (LEMBRE AQUI).

Segundo as gravações que viralizaram no aplicativo de mensagens, o crime teria sido cometido por um adolescente de 15 anos, que sofre de graves transtornos psiquiátricos. O garoto não só teria confessado o assassinato, como também mostrado a arma usada no ataque. Além disso, o menor fotografou a crueldade que cometeu contra a aposentada.

Num dos áudios, é informado que o assassino teria dito que “precisava” matar alguém, e se não fosse a vítima Santa Coelho da Cruz, seria outra pessoa. As imagens (fotos e vídeos) armazenadas pelo próprio autor da barbaridade em seu celular seriam chocantes, embora o conteúdo esteja sendo mantido em sigilo pela polícia. A idosa teria sido degolada e levado várias facadas desferidas pelo menino.

EX-MARIDO INOCENTE

Embora tenha sido detido e interrogado, o ex-marido de Santa, de quem ela estava separada havia oito meses, foi liberado após prestar depoimento. Ficou descartada a participação dele no crime, embora a vítima e o filho dela o acusassem de fazer ameaças. O idoso sempre negou ter cometido o crime e estava bastante abalado ao ser ouvido na polícia.

O QUE DIZ A POLÍCIA
Apesar de confirmar que o garoto confessou o assassinato, a Polícia Militar de Cabixi disse que não poderia dar maiores detalhes do caso, que está sendo investigado pela Polícia Civil de Colorado do Oeste, onde o garoto foi apresentado acompanhado da mãe e de um tio.

PISTAS
Um rastro encontrado na casa onde foi cometida a atrocidade, incompatível com o tamanho do pé do principal suspeito, o ex-marido da vítima, ajudou a polícia a chegar até o adolescente assassino.

A polícia não revela o teor da conversa, mas uma informação que Santa teria passado a uma filha que mora em Vilhena também teria ajudado a revelar o verdadeiro assassino.

“Deus iluminou nossos policiais, pois se a gente não obtivesse esses detalhes, talvez o garoto pudesse ter matado mais pessoas, já que não havia motivação nenhuma para a violência dele contra a vítima”, disse um policial, ao descrever o garoto como “aparentemente tranquilo, acima de qualquer suspeita”.


SURTO
O site não teve acesso aos detalhes do inquérito, mas nos áudios, uma conhecida da mãe do adolescente assassino disse que ele enfrentava graves transtornos psiquiátricos e passava noites sozinho em casa, sem conseguir dormir.

No dia dos fatos, segundo essas informações não oficiais, o menor teria planejado o ataque, num aparente surto de esquizofrenia. O problema seria abordado numa consulta médica que a família estava tentando marcar com um psiquiatra.

O site segue acompanhando o caso e traz outras informações a qualquer momento.


Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação