Bannerweb_SOBREVIVENTE_ALERO_970x250-2.gif

Em vídeo emocionado, pastor evangélico pede perdão por crime brutal cometido pelo filho em Rondônia



Em um vídeo emocionado, publicado hoje em seu perfil no Facebook, o pastor Júlio César Silva Souza comenta o violento episódio envolvendo o filho dele, que cometeu um crime bárbaro em Pimenta Bueno esta semana: o rapaz de 28 anos confessou ter matado a mulher com quem mantinha um relacionamento extraconjugal para esconder a gravidez dela, despertando uma onda de revolta na cidade (CONFIRA AQUI).

 
Sem conseguir esconder as lágrimas, o religioso pede perdão pelo ato do filho e, mesmo sem ter qualquer participação ou responsabilidade pelo feminicídio, faz uma oração para “que Deus possa, através do Espírito Santo, consolar o coração de toda a família [da vítima], e de toda a sociedade”.


Visivelmente abalado, o pastor revela já ter conversado com a igreja que comanda sobre a brutalidade do filho e diz que não está “passando a mão na cabeça dele”. O líder evangélico esclarece que contratou advogado para que o autor do crime pague dentro da lei por “suas escolhas erradas”.


Nascido na mesma cidade onde aconteceu o episódio, Júlio César também conta que, com a prisão preventiva decretada, o filho irá se apresentar na polícia e argumenta: “nós não concordamos com o que ele fez, mas eu sou pai”.


O religioso também lamenta os ataques que vem sofrendo, mesmo sem qualquer responsabilidade na tragédia, e cita a dor de sua família ao conviver com a situação. CLIQUE ABAIXO e assista na íntegra o vídeo.





Folha do Su
l