BANNER-ALE-PODER_3-970x250.gif

Polícia Civil prende acusado de matar homem e deixar mulher baleada




Policiais civis do Serviço de Investigação e Capturas (Sevic) do 1° DP prenderam nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (06) o foragido da Justiça Erivaldo Lima Correa, vulgo "Pipoca", acusado de matar a tiros o ex-presidiário Cleisson Pessoa Correia, 33, no dia 08 de fevereiro deste ano embaixo da ponte sobre o rio Madeira, em Porto Velho (RO). Na ocasião uma mulher foi baleada na perna.


Os investigadores conseguiram localizar o criminoso em uma residência que fica na Vila São João, após a ponte do rio Madeira.


Erivaldo estava com mandado de prisão representado pela delegada Leisaloma Carvalho, da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida (DECCV) e concedido pela Justiça.


As investigações da polícia


O acusado tinha um desentendimento com Cleisson na época em que ambos cumpriram pena no presídio Edvan Mariano Rosendo (Urso Panda).

"Pipoca" já estava solto quando tomou conhecimento de que Cleisson havia obtido liberdade.

O acusado localizou a vítima embaixo da ponte e cometeu a execução. A mulher foi baleada porque estava junto com a vítima.



O crime



Segundo apurou o Rondoniaovivo, o casal estaria fumando maconha, quando o autor do crime chegou em uma moto Honda Biz de cor branca. Ele teria cumprimentado o ex-presidiário e perguntado se estava tudo bem.


A vítima teria respondido que sim, que estava em liberdade e "de boa". Foi nesta hora em que o criminoso sacou uma pistola calibre .40 e começou a atirar.

O ex-presidiário foi baleado e mesmo assim saiu correndo, porém, foi seguido e executado com tiros na cabeça.


Já a mulher foi atingida a
penas com um tiro na perna e socorrida pelo Samu ao hospital.







Fonte: Rondoniaovivo