banner970x250_ALERO_MULHER.gif

Laudo aponta que menino asfixiado também foi estuprado por assassino em casa abandonada




Paulo César Gomes havia confessado o homicídio, mas negava o estupro. Suspeito atraiu criança até casa abandonada após prometer dinheiro caso menino o ajudasse na limpeza do local.

Um laudo pericial da morte do menino Wanderson Correia, divulgado nesta quinta-feira (28), confirmou que o menino de 10 anos foi estuprado pelo suspeito dentro de uma casa abandonada de Rolim de Moura (RO), na Zona da Mata.

Segundo o delegado Daniel Roffman, que conduz o caso, disse que o exame pericial encontrou sêmen no corpo da criança.

“O resultado do exame deu positivo para o estupro. Foi encontrado material [sêmen] no ânus da criança”, diz o delegado.

Wanderson Correia, de 10 anos, foi morto asfixiado por Paulo César Gomes, de 40 anos. Em depoimento na delegacia, no dia que foi preso, o suspeito confessou o homicídio, porém negava que tivesse cometido o estupro.




Abordagem filmada

Na semana passada, a Polícia Civil teve acesso a imagens de uma câmera que mostram o menino Wanderson Correia momentos antes dele entrar na casa onde seria asfixiado e morto por Paulo, em Rolim de Moura.

O corpo do menino de 10 anos, já em início de estado de decomposição, foi encontrado no dia 15 de outubro.

Ao g1, o delegado responsável pela investigação, Daniel Roffman, disse que o argumento usado pelo suspeito, para atrair a criança até a casa, foi uma promessa de pagamento em dinheiro caso a vítima o ajudasse na limpeza do local.
Homem levou menino para casa abandonada após prometer dinheiro por ajuda em limpeza de imóvel — Foto: Polícia Civil / arquivo




Fonte: G1 RO