BANNER-ALE-PODER_3-970x250.gif

Homem que assassinou a própria mãe com golpe de faca em Vilhena é condenado a 20 anos de prisão



Prestes a completar 38 anos no próximo dia 06 de outubro, Eleandro Andrade Eduardo foi julgado e condenado hoje por homicídio triplamente qualificado; crime pelo qual recebeu pena de 20 anos de prisão.


Eleandro assassinou a própria mãe no dia 26 de julho de 2019, porque não queria que ela o levasse a uma consulta médica. O crime aconteceu na residência do pai dele, na avenida 1508, bairro Jardim Primavera. Eleandro desferiu um único golpe de faca e matou Marta Correia Andrade, que tinha 60 anos.


Os detalhes do caso chocaram a sociedade vilhenense na época. Preso em flagrante, Eleandro disse à polícia que usou maconha e premeditou o crime por não querer que a mãe o levasse a uma consulta médica.


Outro detalhe chocante foi revelado pelo pai de Eleandro: ele afirmou em depoimento à polícia que após deixar a lâmina da faca usada no crime cravada no peito da mãe, o filho ainda teria afundado mais o objeto com o pé.


O Ministério Público denunciou Eleandro por homicídio triplamente qualificado por feminicídio, motivo fútil e recurso que impossibilitou a defesa da vítima. A defesa pediu que não fossem reconhecidas as qualificadoras de motivo fútil e do feminicídio.


Os jurados, no entanto, reconheceram todas as qualificadoras, condenado o réu nos exatos termos apresentados pela Promotoria de Justiça.


A Juíza Presidente do Tribunal do Júri, Liliane Pegoraro Bilharva, leu a sentença condenatória e dosou a pena em 20 anos de reclusão. A magistrada negou ao condenado o direito de aguardar o recurso em liberdade.



Fonte: Folha do Sul
Autor: Rogério Perucci