BANNER-ALE-PODER_3-970x250.gif

Condenado a sete anos homem que matou e escondeu corpo de irmão




Foi a júri popular nesta quarta-feira, 06, o réu Edson Luiz da Silva Prado, de 43 anos, mais conhecido como “Edinho”, acusado de matar o próprio irmão com uma facada no coração e esconder o corpo dele na fosse de uma casa abandonada, localizada na Rua 743, no bairro Bodanese, em Vilhena.


O corpo da vítima Eliton Dione da Silva Prado, de 33 anos, foi encontrado no dia 28 de agosto de 2019, 3 dias após o crime e já se encontrava em estado de decomposição. No mesmo dia da localização do cadáver, Edson foi preso, escondido em uma casa na Rua 679, no Setor 12.


Após sua prisão, o réu confessou que na noite do dia 25, seu irmão Eliton chegou ao local do crime embriagado e tentou lhe golpear com uma faca, tendo ele conseguido desarmar a vítima e a golpeado de volta com a mesma arma, ocasionando sua morte.


Ainda segundo Edson, após constatar que o irmão estava morto, ele o enterrou em uma fossa desativada localizada em uma residência vizinha, que estava abandonada.


Preso já há 2 anos e 1 mês, Edson foi julgado pelos crimes de homicídio simples e por ocultação de cadáver, tendo as penas somadas em 7 anos 8 meses e 12 dias de prisão em regime inicial fechado.


Edson já era foragido da justiça por outros delitos quando foi preso pelo crime praticado contra o irmão.



Fonte: Extra de Rondônia