BANNER-ALE-PODER_3-970x250.gif

Rapaz que tentou matar líder comunitário e filho por causa de “traição imaginária” é condenado a mais de 11 anos de prisão




Devanildo Bernardes Pereira Junior, de 22 anos, foi condenado na manhã desta quarta-feira, 01 de setembro, pelas tentativas de homicídio contra Rafael Tadeu de Oliveira Bormann, e seu pai, o líder comunitário Itamar Bormann.


Segundo consta nos autos, o crime aconteceu na noite de 29 de novembro de 2018. As vítimas estavam e casa, na rua 349 da Vila Operária, quando foram atingidas pelos tiros disparados por Devanildo. Rafael foi atingido no braço e na barriga; já seu pai levou um tiro na perna esquerda. O motivo que levou o jovem a atirar contra pai e filho foi uma traição que nunca existiu.


Devanildo foi condenado pelas duas tentativa
s de homicídio, uma duplamente qualificada por motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima; e a outra qualificada, por recurso que dificultou a defesa da vítima.


A pena foi dosada em 11 anos, 11 meses, e 11 dias de prisão em regime fechado.




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação