Bannerweb_SOBREVIVENTE_ALERO_970x250-2.gif

Porto Velho já registra falta de combustível; Ariquemes está em estado crítico




As manifestações dos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e também os protestos contra o governador Marcos Rocha, já estão influenciando diretamente na vida da população rondoniense.


Relatos enviados ao Rondoniaovivo apontam que já começam a faltar combustível em diversos postos de Porto Velho.

De acordo com o Secretário Executivo do Sindicato dos Postos Revendedores de Rondônia (Sindipetro), Eduardo Valente, os postos que registram escassez de combustível, são porque não tinham o produto em estoque.

A grande procura na noite da última quarta-feira (8), acelerou o desabastecimento em alguns postos da capital.

Entretanto, Eduardo Valente afirmou também que a maioria dos estabelecimentos de Porto Velho, ainda têm estoque.

Ariquemes sem combustível

Valente diz ainda que a situação preocupa em Ariquemes. “Até o momento somente Ariquemes está em situação crítica”, comunicou.

De acordo com o gerente de um posto em Ariquemes, somente três estabelecimentos têm o produto e a fila de veículos é quilométrica.

“A situação aqui está problemática. Dois ou três postos tem combustível. Aqui no meu, só tem um restinho de etanol. Gasolina acabou meio-dia e não temos previsão de reabastecimento”, falou o gerente ao Rondoniaovivo.

Sindicato aguarda liminar

O Sindipetro entrou na Justiça, para que os manifestantes a liberarem o tráfego de caminhões-tanques pelas rodovias do Estado. A expectativa é de que seja divulgada uma liminar nas próximas horas.

Caso isso aconteça, Valente garantiu estabilização dos combustíveis, nas áreas mais críticas, até amanhã (10).



Rondoniaovivo