banner970x250_ALERO_MULHER.gif

Após quatro dias se alimentando de brotos de palmito, construtor que estava perdido reaparece debilitado e faz revelações




Reapareceu após quatro dias sem dar notícias o construtor José Carlos da Silva, 49 anos, que esteve perdido numa área rural a cerca de 50 km de Vilhena. Conforme mostrou o FOLHA DO SUL ON LINE, ele mobilizou a família e os amigos à sua procura (CONFIRA AQUI).
 
 
Zé Carlos apareceu sozinho na chácara onde suas coisas haviam sido encontradas. Ele chegou à propriedade por volta das 21:00h de ontem, e conseguiu fazer contato com os parentes, aos quais pediu ajuda através do celular.


Com cerca de 10 quilos a menos, o pedreiro foi resgatado e trazido para Vilhena, onde recebeu atendimento médico na UPA. Neste momento, ele já está em casa, ao lado da esposa, grávida de 07 meses.


Conforme uma cunhada de Silva, ouvida pelo FOLHA DO SUL ON LINE, ele relatou que, enquanto aguardava o interessado em comprar uma de suas chácaras, resolveu olhar umas madeiras na fundiária da propriedade.


Depois disso, a única coisa da qual o construtor se lembra é de ter acordado numa área com muita areia e pouca mata. Ele conta que começou a andar, se alimentando de brotos de palmito. Quando encontrou o rio, começou a descer seguindo o curso d’água.


Debilitado e atordoado, somente ontem, ele conseguiu chegar a uma chácara vizinha. “Dessa chácara até a casa dele, a gente leva 10 minutos. Ele demorou umas quatro horas, porque dava uns passos, se sentava, levantava e continuava”, revelou a entrevistada.


Somente é com o tempo é que, recobrando a memória, Zé Carlos conseguirá explicar como foi parar tão longe da própria casa andando a pé. Apesar de desnutrido, ele não tem qualquer tipo de ferimento.




Fonte: Folha do Sul Online