banner970x250_ALERO_MULHER.gif

SUJEIRA E BAGUNÇA: Rodoviária de Porto Velho segue sendo motivo de vergonha e chacota



Protagonista de diversas campanhas eleitorais, onde as promessas de reforma ou construção de uma nova foram lançadas para atrair eleitores, a rodoviária de Porto Velho continua sendo um cartão postal que envergonha os moradores e decepcionam os que chegam na cidade.


A escassez de investimentos no único terminal rodoviário de Porto Velho, faz com que seja considerado o pior entre as capitais do Brasil. O cenário no terreno da rodoviária de Porto Velho também contribui para a sensação de abandono no local. Um canal de esgoto atravessa a área, favorecendo o surgimento de mato, lixo, mal cheiro e ratos. Além disso, a entrada e saída dos ônibus estão esburacadas; já dentro do terminal, há sujeira e poeira dentro das lojas.


Córrego que atravessa a rodoviária de Porto Velho | Foto: João Vitor Muniz

Recentemente, o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), disse que a rodoviária é de competência do Governo do Estado, e que não tem ideia de quando será a reforma.


Embarque e desembarque de passageiros | Foto: João Vitor Muniz/Rondoniaovivo

Prefeitura pede administração

A Prefeitura de Porto Velho encaminhou, há cerca de um mês, um pedido ao deputado estadual, Jair Montes (Avante), solicitando uma indicação ao governo para que transfira a administração do terminal ao município.

Segundo a Secretaria Municipal de Resolução Estratégica de Convênios e Contratos (Semesc), a prefeitura tem total interesse na administração da rodoviária, mas, para começar os processos de reconstrução e elaborar projetos inovadores, só será possível se a competência de gerência for do Poder Municipal.

A indicação foi encaminhada pelo deputado ao Departamento de Estradas e Rodagens, Transporte e Serviços Públicos (DER). O departamento nega que o encargo do terminal seja deles.

Em março de 2019, o prefeito Hildon e o governador Marcos Rocha (sem partido), firmaram um acordo para passar a concessão da rodoviária ao município, porém o projeto não foi além.



Passos de tartaruga

Como o processo transita a “passos de tartaruga”, o que dificulta que a tão esperada rodoviária dos sonhos dos portovelhenses se torne realidade, o jeito é se conformarem com o que tem.


Terreno baldio atrás da rodoviária | Foto: João Vitor Muniz/Rondoniaovivo

A reportagem procurou diversas pastas do governo de Rondônia para explicar por que o executivo estadual não passa a administração para o município. Questionamos também por que o Estado não realizou a reforma ou um projeto de construção, mas até o final desta reportagem não tivemos respostas.




Rondoniaovivo