banner970x250_ALERO_MULHER.gif

PF faz novas buscas contra organização criminosa responsável por tentar matar servidores federais




A Polícia Federal, em ação conjunta com o Departamento Penitenciário Federal (DEPEN), deflagrou na manhã desta quarta-feira (16) a segunda fase da Operação Onix, para desmantelar uma organização criminosa responsável pelo atentado contra a vida de servidores públicos federais em Porto Velho.


De acordo com a PF, as investigações tiveram início em junho de 2020 a partir da prisão de três criminosos pela Polícia Militar, após atentarem contra a vida de um homem que se passava por Policial Penal Federal em Porto Velho, a mando de uma facção criminosa estruturada no Estado de São Paulo e cujos líderes se encontram reclusos em Penitenciárias Federais.


Em abril de 2021, após intenso trabalho de monitoramento da Polícia Federal e Departamento Penitenciário Federal, foi deflagrada a primeira fase da Operação Onix, com o cumprimento de sete mandados de prisão preventiva e três mandados de busca, sendo que todos os presos se encontram em unidades do Departamento Penitenciário Federal.


Com a continuidade das investigações, a Justiça Federal de Porto Velho autorizou o cumprimento de buscas em três imóveis, localizado em Rondônia, na tentativa de apreender armas de fogo e documentos pertencentes à facção criminosa.


A operação realizada em conjunto entre a Polícia Federal e o DEPEN representa uma resposta das forças de segurança contra os ataques planejados por facções criminosas no país, buscado responsabilizar todos aqueles que integrem organizações estruturadas para atentados contra o Estado e seus servidores.


Rondoniagora