banner970x250_ALERO_MULHER.gif

PAGOU FIANÇA: Policial penal é liberado após morte do sogro em praça de alimentação



Um policial penal de 42 anos, preso após a morte do sogro, Herivaldo Pinto de Souza, 59, pagou finança e foi liberado da Central de Flagrantes.


Herivaldo foi morto com um tiro no abdômen no último sábado (26) após confusão em uma praça de alimentação na Avenida Rogério Weber com 7 de Setembro, no Centro de Porto Velho (RO).


O policial penal alegou que o disparo foi acidental no momento em que o sogro tentava tomar a arma dele durante uma confusão com outro comerciante do local.


Na delegacia, o policial foi interrogado e indiciado pelo crime de homicídio culposo, sem a intenção de matar.

"Considerando que o delito praticado pelo conduzido é punido individualmente com pena inferior a 4 anos e, atento ao que dispõe o art. 325 e 326, do CPP, arbitro a fiança no valor de R$ 3.300,00 (três mil trezentos reais), que, sendo paga, deverá ser posto em liberdade", disse o delegado de plantão.

O policial penal efetuou o pagamento e foi colocado em liberdade, mas seguirá respondendo pelo crime.


Relembre o caso

Conforme apurou o Rondoniaovivo, o policial penal responsável por um dos restaurantes no local teria entrado em discussão com outro comerciante devido a captação de clientes. Houve uma confusão generalizada entre os comerciantes.

Durante a discussão, o policial penal teria sacado sua pistola e o sogro dele tentou evitar que ele atirasse nas pessoas envolvidas na confusão. Todavia, acabou sendo atingido com um tiro na barriga.


O próprio policial penal socorreu o sogro ao hospital João Paulo II, mas ele não resistiu.