banner970x250_ALERO_MULHER.gif

Denúncia aponta que prefeita de 28 anos furou fila da vacina em RO



Uma denúncia anônima realizada na Primeira Promotoria de Justiça de Guajará-Mirim trouxe a tona uma suspeita grave de possível ação delituosa e desumana promovida pela prefeita da cidade, Raíssa Bento (MDB).


A denúncia foi confirmada pelo gabinete no Promotor de Justiça, Felipe Miguel de Souza, responsável pela averiguação do inquérito.


Nessa denúncia consta que a prefeita teria furado a fila da vacinação da COVID-19. Ela tem apenas 28 anos de idade e de acordo com os denunciantes não apresenta comorbidade, fato que torna inviável sua vacinação no momento.


Ainda segunda a denúncia anônima que está sob competência do MP de Guajará-Mirim, Raissa Bento teria usado de seu poder para agilizar a vacinação de seu marido, o ex-prefeito Antônio Bento.



De acordo com o assistente do gabinete da Primeira Promotoria, José Bonifácio, o promotor Felipe Miguel de Souza, não poderia se manifestar diretamente sobre o assunto por conta de sua agenda que inclui Vara cíveis; cidadania; DH; PNE; idosos; racismo; litígios de posse de terra; infância e juventude; visitas em unidades de internação e entidades de acolhimento familiar e institucional; educação; consumidor; saúde, fundações.


O caso segue sob investigação e pode acarretar em perda de mandato, multa e até prisão.



Rondoniaovivo