BANNER-ALE-PODER_3-970x250.gif

Vídeos mostram festa clandestina em Porto Velho durante pior momento da pandemia



Imagens que circulam nas redes sociais mostram uma festa em Porto Velho com a presença de centenas de pessoas e diversos cantores famosos da região. A festa aconteceu na Zona Sul da capital na última sexta-feira (3). Os vídeos mostram pessoas dançando aglomeradas sem máscaras 



Festa clandestina em Porto Velho durante pior momento da pandemia


O Governo de Rondônia informou que às pessoas envolvidas em eventos durante a pandemia será aplicada punição pelo não cumprimento do decreto vigente. Durante flagrante é aplicado o Termo Circunstanciado de Ocorrência para que o cidadão responda pelos seus atos junto à Justiça.


De acordo com o decreto do governo, as reuniões presenciais nos municípios que estão nas fases 1 e 2, só podem ser realizadas com até cinco pessoas, sendo "expressamente proibido ultrapassar esse limite, sob pena de responsabilização, exceto aquelas da mesma família que coabitam e as reuniões governamentais".



Recorde nas mortes por Covid


O número de mortes por Covid-19 continua crescendo em Rondônia. Em março, o estado bateu recorde negativo e registrou mais de 1.900 óbitos, foi o mês mais letal desde o início da crise sanitária.


A festa clandestina foi flagrada no momento em que a rede pública de saúde está em colapso. Não há leitos de UTI disponíveis e por isso rondonienses precisam ser transferidos para outros estados. A vacinação acontece apenas para grupos prioritários. E os espaços nos cemitérios da capital estão se esgotando.


O Cemitério Santo Antônio, localizado à margem leste do rio Madeira em Porto Velho, atingiu a sua capacidade máxima no último final de semana e foi parcialmente fechado na manhã desta segunda-feira (5).


O avanço da tragédia está descontrolado.


Denúncias

É possível fazer uma denúncia sobre aglomerações pelos números:



190 (Polícia Militar),
193 (Corpo de Bombeiros),
197 (Polícia Civil) e
151 (Procon).







G1