banner970x250_ALERO_MULHER.gif

Professora de Ariquemes ganha prêmio nacional por "Boas Práticas na Educação Infantil Durante a Pandemia"





A Secretaria Municipal de Educação de Ariquemes (SEMED) foi destaque durante o anúncio dos vencedores do “Prêmio Educação Infantil: Boas Práticas de Professores Durante a Pandemia”, na última quarta-feira, 31.

A professora Drielly Santos de Souza do Centro Municipal de Educação Infantil (CEMEI) Madre Teresa de Calcutá de Ariquemes-RO, é uma entre as 100 diferentes histórias espalhadas pelo Brasil e premiadas pela sua prática docente durante a pandemia. A educadora utilizou a história dos três porquinhos, adaptada ao contexto de Covid-19, para explicar para as crianças o momento que passamos: no conto, o lobo mau era o coronavírus e ele não conseguia derrubar a casa dos porquinhos.

“Mandei a história para as crianças e pedi que elas gravassem vídeos mostrando suas casas e o seu dia a dia. A partir disso, as crianças puderam ter uma convivência virtual e puderam perceber que a realidade de cada um é diferente da do outro”, explica Drielly.

Confira o vídeo no link abaixo:

https://youtu.be/hOZPwIlS250

O Prêmio Educação Infantil: Boas Práticas de Professores Durante a Pandemia, é uma inciativa da Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, em parceria com a Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação) e o Itaú Social. A premiação revelou os 100 vencedores do prêmio, ganhadores de R$ 1.000,00 (um mil reais) cada um.

A justificativa do prêmio é o fechamento forçado das unidades escolares desde 2020, medida que desafiou pais/cuidadores e professores a se reorganizarem e assumirem o desafio de coordenar a aprendizagem das crianças de uma maneira até então impensada: à distância. “Nosso objetivo foi trazer luz a iniciativas inspiradoras e que fizeram a diferença para as crianças e as famílias nessa pandemia. É importante que a sociedade saiba o significado e a relevância da Educação Infantil por meio das histórias e práticas dos professores, crianças e famílias”, justifica Mariana Luz, CEO Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal.

No total, mais de 700 práticas de todo Brasil foram inscritas e 100 iniciativas sagraram-se vencedoras, destas, 5 são destaque nacional, uma de cada região. Drielly Santos, de Ariquemes, representa o norte do país.

“Isso mostra a importância da escola, da formação e dos professores, que, mesmo neste período terrível por qual passamos, encontram caminhos para promover o desenvolvimento das crianças”, defende Beatriz Abuchaim, gerente de Conhecimento Aplicado da Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal.

Drielly enfatizou a importância e colaboração de todos envolvidos no projeto: "Isso tudo é uma corrente, o prefeito da época, Thiago Flores, sempre foi um incentivador de projetos como esse, e isso se estende hoje com a atual prefeita, Carla Redano, que embora o foco seja a saúde, nunca deixou de dar apoio a educação. Está em 1° Lugar sendo destaque na minha região é um orgulho. Isso só foi possível porque tive várias pessoas ao meu lado. Professores, coordenadores, a secretária de educação, ano passado, Cluzeni Maria, Elenice Piana minha ex gestora e atual secretária municipal. Estendo essa premiação a toda a equipe da CEMEI Madre Teresa de Calcutá e SEMED. Meus agradecimentos a todos os pais que tornaram esse momento possível", concluiu a professora.

Cada premiado receberá, além do valor monetário, um curso de 40 horas online com atividades síncronas e assíncronas sobre a BNCC e a Educação Infantil. O curso será promovido pelo Instituto Singularidades, parceiro técnico da iniciativa - outro parceiro é a ponteAponte.

Confira o vídeo do projeto "Minha Casa é o Melhor Lugar".

https://youtu.be/sWs59trQIlw

Drielly interagindo com o aluno





Fonte: Ariquemes News

Com informações:

Fundação Maria Cecília Souto Vidigal