BANNER-ALE-PODER_3-970x250.gif

PRESIDENTE DA ALE: Alex Redano destaca medidas para evitar falta de oxigênio na rede hospitalar




O presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), destacou as medidas anunciadas na tarde desta segunda-feira (15), para enfrentar uma possível crise no abastecimento de oxigênio na rede hospitalar em Rondônia, após a realização de encontro coordenado por ele, com a participação de deputados, representantes do Governo, das empresas fornecedoras, do Ministério da Saúde, do Ministério Público, do Tribunal de Contas, de prefeitos e membros da bancada federal.


"Salvar vidas é o mais importante, garantir o tratamento adequado é o grande desafio. E nesse sentido, assegurar o oxigênio em quantidade suficiente na rede hospitalar é fundamental para tratar os pacientes com covid-19 e com as demais enfermidades, que necessitem de ventilação mecânica", destacou.


Por vídeo conferência, o representante do Ministério da Saúde, Ridauto Lúcio Fernandes, anunciou que vai socorrer Rondônia, enviando remessas de oxigênio em aeronaves e cilindros para reabastecimento. "Ele coordena o setor responsável por monitorar e distribuir oxigênio no país e se comprometeu em encaminhar, ainda nesta semana, o primeiro isotanque em aeronave da Força Aérea, com a previsão de três voos por semana, para normalizar o fluxo. O primeiro voo é esperado ainda nesta semana", informou Redano, acrescentando que há ainda a possibilidade de implantação de mais usinas de oxigênio nas regionais de saúde.


Além do oxigênio, outra necessidade são os cilindros. "A logística tem ficado comprometida também pela falta dos cilindros. O Ministério da Saúde deverá enviar entre 200 a 250 cilindros para Rondônia, num primeiro momento", finalizou o presidente da Assembleia.