BANNER-ALE-PODER_3-970x250.gif

Governo de RO tem compra de vacina frustrada e diz que vai seguir Plano Nacional



Uma reunião entre prefeitos e o Governo do Estado de Rondônia para debater questões relacionadas à pandemia de COVID-19 trouxe à tona a informação de que houve uma tentativa frustrada de compra de mais de um milhão de doses da vacina AstraZeneca.

A informação foi dada pelo chefe da Casa Civil, Júnior Gonçalves. Ele afirmou que o Governo chegou a enviar a carta de intenção de compra de duas remessas de um milhão de doses cada, porém não foi possível efetuar o negócio.


O motivo da impossibilidade da compra, de acordo com Gonçalves, é o fato da maior parte da demanda da vacina estar comprometida para venda ao Governo Federal, que encaminha posteriormente as doses aos estados.

“Os Estados Unidos e Índia nos dão a mesma resposta. No momento, não tem como eles fornecerem a nenhum município do Planeta Terra. Rogamos a Deus que venham as vacinas”, falou Júnior Gonçalves aos prefeitos.

Segundo Júnior Gonçalves afirmou que Rondônia seguirá o fluxo do Programa Nacional de Imunização – PNI, de competência pelo Ministério da Saúde. Rondônia atualmente é um dos estados que menos vacinou em todo o Brasil.

Rondônia também está fora do consórcio criado por governadores de todo o país para comprar a vacina Sputnik, que vem sendo produzida pela União Química. O govenador Rondônia preferiu ficar de fora da lista dos chefes executivos contrários a aguardarem apenas pelo PNI como forma de vacinar sua população.

Recentemente o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), anunciou a aquisição de 400 mil doses para a cidade através de um contrato firmado com um fundo de investidores que possuem doses armazenadas em Londres (Inglaterra) e que devem chegar até meados do mês de abril.

Fonte: Rondoniaovivo