VÍRUS FATAL: Vigilante morre vítima de complicações do coronavírus em Porto Velho

TEMA-08_WB_COVID-2021_728x90-px-1.gif


Morreu nesta quarta-feira (4), o vigilante Alessandro da Silva Vasconcellos, 41 anos, vítima de complicações da COVID-19, em Porto Velho.


Alessandro era funcionário de uma empresa de vigilância na capital. Ele contraiu coronavírus e nesta quarta, sofreu um infarto vindo a óbito.


O vigilante ainda chegou a alertar aos amigos nas suas redes sociais, em agosto do ano passado, pedindo para as pessoas ficarem em casa e dizendo que o vírus era fatal.


Thayna Reis, sobrinha de Alessandro lamentou a morte do vigilante na internet. “Não tem palavras que console, nem abraço que acalme e muito menos algo que preencha o buraco que está no meu coração. Você se foi tio, vou ser eternamente grata por você ter me apoiado no momento mais dificil que passei, descanse ao lado do nosso Deus tio”, homenageou.


O Sindicato dos Vigilantes do Estado de Rondônia (SINTESV) emitiu uma nota de pesar pela morte do vigilante. Veja abaixo.


É com todo pesar que noticiamos o falecimento de nosso companheiro, Alessandro Da Silva Vasconcelos, funcionário da empresa Colúmbia e ocorrido nesta quarta-feira(04), vítima de um infarto por consequência de covid 19. Ele parte deixando-nos muitas lições de amor, amizade, profissionalismo, ética e humanidade.


Não temos palavras para expressar os nossos sentimentos. Pedimos a Deus que conforte o coração dos familiares e amigos neste momento de dor. Que a luz e o amor divino pairem sobre a alma de quem sofre esta imensurável perda, e os console e lhes dê serenidade para atravessar este momento difícil.



Que descanse em paz. Respeitosamente, nós diretores, funcionários e colaboradores, em nome de todos os vigilantes prestamos as nossas condolências e deixamos os nossos mais sinceros pêsames.


Alessandro da Silva Vasconcelos – 23/03/1979 – 04/02/2021