Operação da Polícia Civil prende bandidos que roubaram R$ 500 mil em celulares de lojas

TEMA-08_WB_COVID-2021_728x90-px-1.gif
Foto: Rondoniaovivo


Nas empresas foram levados vários celulares e outros eletrônicos. Segundo o delegado, os criminosos chefiados pelo taxista rendiam donos de carros, que ficavam sequestrados no porta-malas e em seguida o veículo era usado nos roubos. Após isso, normalmente eles abandonavam o automóvel depois da ponte do rio Madeira, junto com o proprietário.


Ainda de acordo com as investigações, os criminosos são acusados de outros assaltos e recentemente já tinham sido presos. Os mandados de prisão contra eles da "Operação Janus" foram cumpridos nas penitenciárias Panda e 603.


O vulgo "Neguinho Taxista" está com prisão preventiva decretada e os policiais buscam prendê-los nas próximas horas.


Nome da operação


O nome da Operação faz referência a Janus, divindade da mitologia romana. Janus (ou Jano) é a divindade bifronte que mantém uma de suas faces sempre voltada para frente, o por vir, e a outra, para trás, em apreciação ao que já se passou. É o deus da transformação e por ter duas faces confundia as pessoas.




Por Rondoniaovivo