Empresário que saiu de Vilhena em UTI aérea e foi intubado duas vezes morre aos 47 anos, em Porto Velho

TEMA-08_WB_COVID-2021_728x90-px-1.gif

José Edson era sócio do posto Parada Grande, em Vilhena


Faleceu na tarde deste domingo, 31, no Hospital da Unimed, em Porto Velho, o empresário José Edson Leão da Silva. Ele tinha 47 anos e foi transferido em UTI aérea para a capital, após ser diagnosticado com a Covid-19, em Vilhena.


Sócio do Posto Parada Grande, em Vilhena, Edson começou a sentir os sintomas da doença há um mês. Após cerca de 10 dias internado no Hospital Regional, seu quadro se agravou e ele foi transferido.


Na capital, onde chegou com 94% dos pulmões comprometidos, Edson precisou a ser intubado duas vezes. Na primeira, quando a ventilação mecânica foi retirada, ele se agitou muito e os médicos acharam melhor repetir o procedimento.


O empresário estava há uma semana sem intubação, apenas sedado. Hoje, após uma parada cardíaca, ele não resistiu e foi a óbito.


O corpo de Edson será sepultado em Ouro Preto do Oeste, onde reside a maior parte de sua família.




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação