DESRESPEITO: Ex-ferroviário passa mal após ficar mais de 48 horas sem energia em casa



Um dos personagens vivos mais conhecidos da historia de Porto Velho, ex-ferroviário da Estrada de Ferro Madeira Mamoré – EFMM, José Bispo, de 85 anos de idade, passou mal por falta de ventilação e calor após ter o fornecimento de energia de sua residência cortado pela Energisa.


Bispo conseguiu pagar a tarifa de luz após uma vaquinha e mesmo assim passou mais 48h sem energia. A legislação determina no máximo 24h em casos normais e 4h em casos de urgência.


Bispo é presidente do Sindicato dos Ex-Ferroviários, responsável pelas transformações na reforma da Estrada de Ferro Madeira Mamoré como colaborador voluntário.


A situação de sua energia só foi reestabelecida após a família acionar o advogado Breno Mendes.


“O senhor José Bispo, quase morreu por falta de ventilação necessária e calor, esse abuso, constrangimento e humilhação apenas acabou quando a família entrou em contato comigo”, disse Breno Mendes.


Situações com essa vêm se tornando corriqueiras em Porto Velho e demais cidades do Estado. São diversos os relatos de pessoas que possuem sua energia cortada e sofrem com a demora no momento da religação.


Rondoniaovivo