Temendo assaltos, motoristas de aplicativos decidem não atender chamadas para condomínios e um bairro após 23 horas

TEMA-08_WB_COVID-2021_728x90-px-1.gif



Dezenas de motoristas de aplicativos decidiram não realizar mais corridas para três condomínios de Porto Velho a partir das 23 horas. Presídios da cidade também não serão atendidos. Os locais atingidos pela decisão são os condomínios Morar Melhor, Orgulho do Madeira e Cristal da Calama, além do bairro Planalto.


Em uma nota distribuída nesta terça-feira (22), após reunião realizada no dia anterior no estacionamento da Havan, eles justificam que tudo se deve a onda de assaltos contra a categoria. O objetivo da não prestação de serviço após o horário estabelecido, é para garantir a segurança dos trabalhadores.


No último domingo (20), um motorista de aplicativo foi baleado por criminosos, durante um assalto ocorrido no Bairro Teixeirão, na Zona Leste da Capital. Além de atirar no trabalhador, os assaltantes ainda levaram o carro da vítima.