Por ciúmes da esposa, padrasto joga bebê de 2 meses em rio

Banner-8_728x90-px.gif

Um homem foi preso após ser acusado de ter jogado uma bebê de apenas 2 meses em um rio, em Manaus, no Amazonas, nesta última terça-feira (15). Ele é padrasto da criança e confessou que a atirou nas águas por “ciúmes” da companheira.


Os militares fizeram buscas no curso do rio na manhã desta quarta-feira (16), mas ainda não encontraram o corpo da menina.


O delegado Vinícius de Melo afirmou que policiais militares faziam patrulhamento pelo bairro quando vizinhos denunciaram o homem.


O suspeito foi preso, e, na delegacia, contou que não aceitava a enteada e disse que estava “transtornado” porque a esposa havia chegado mais tarde em casa na noite anterior.


Ele admitiu que embrulhou a bebê em um lençol e a lançou no rio. Moradores da região começaram a procurar a criança e acionaram a polícia. O suspeito, explica o delegado, deve responder por homicídio qualificado e tráfico de drogas e foi preso em flagrante.


(iG)