Moradores são pagos para espalhar panfletos contra Vinícius Miguel

Banner-8_728x90-px.gif

 

Foto: Divulgação


Na última quarta-feira (11), Porto Velho se deparou com o total desespero e desrespeito com a população e ao meio ambiente, quando ruas da Capital amanheceram cobertas por panfletos difamatórios contra o candidato a prefeito pela coligação “Porto Velho em Boas Mãos!”, Vinícius Miguel.
 
Um vídeo gravado por um usuário do Instagram mostra moradores de rua portando grande quantidade do material. Um deles afirma ter recebido R$ 20 de uma “mulher loira numa camionete”.





Vinícius Miguel e voluntários recolheram o lixo espalhado pelas ruas da cidade e checaram câmeras de vigilância próximas aos locais onde foram encontrados os conteúdos difamatórios.
 
 “A rua cheia de panfletos. Essa galera sórdida, criminosa, difamatória, quer ganhar com discurso de ódio, de violência, quer ganhar poluindo o meio ambiente. Gente, essa campanha difamatória não vai colar. Enquanto eles seguem com uma campanha de difamação, a gente vai seguir com uma mensagem de fé, de esperança, de amor”, disse o candidato em um vídeo postado em suas redes sociais.
 
Vinícius Miguel, acompanhado pelos advogados da campanha, foram à Polícia Federal solicitar investigação do caso com base nas provas recolhidas.
 
ACORDO OAB
 
Vale lembrar que todos os candidatos à prefeitura de Porto Velho assinaram, no início de outubro, na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional Rondônia, o “Pacto Contra a Corrupção Eleitoral e Caixa 2”, com o propósito de conclamar e oficializar o compromisso dos candidatos para atuarem de acordo com os princípios éticos e com base na Lei da Ficha Limpa, atuando de forma limpa e combatendo a proliferação de fake news. 
 
Texto: Da assessoria