Implantação do programa Minha Saúde PVH deve dinamizar o serviço, afirma Vinícius Miguel

R-BANNER-VAI-PASSAR_01_728x90-1.gif


A saúde é um dos grandes gargalos da administração pública e, em Porto Velho, não é diferente. Um modelo arcaico, ultrapassado e que há décadas dificulta a vida do contribuinte que necessita de assistência à saúde, tem mostrado o descaso com o nosso povo.

“Quem precisa de assistência médica, tem pressa. Não podemos aceitar que nossa população tenha que madrugar na fila de uma unidade de saúde e fique horas tentando atendimento sem saber se vai conseguir ou não. Isso tem que acabar, já”, afirmou o candidato a prefeito de Porto Velho pelo Cidadania 23, Vinícius Miguel.

Hoje, com o avanço da tecnologia, muito do que era feito apenas de forma presencial, pode ser feito on-line. E é com essa proposta que o candidato pretende dinamizar o serviço municipal de saúde com o programa Minha Saúde PVH.

“Nossa proposta é inserir o cidadão em uma jornada de informação e serviço de qualidade. Por meio de um aplicativo ou página na internet, será possível agendar consultas, acompanhar o plantão e a média de tempo de espera para atendimento”, explicou.

O Minha Saúde PVH também servirá para avaliar o atendimento da unidade básica de saúde. O cidadão poderá classificar o atendimento como: Ruim, Médio ou Bom. “Com a participação e a opinião de quem utiliza o serviço, poderemos avaliar melhor a qualidade dos atendimentos ofertados e auxiliar na tomada de decisões que promovam melhorias”, destacou Vinícius Miguel.

A tecnologia também vai verificar a fila de procedimentos ou exames, bem como os estoques de medicamentos existentes em tempo real, com maior transparência, facilidade e respeito ao contribuinte.
Vinicius Miguel é advogado e sociólogo (Unir). Doutor em Ciência Política (UFRGS). Professor há mais de dez anos. Está candidato a prefeito pela Coligação Porto Velho em Boas Mãos, com o número 23.




Assessoria