CONTRA ENERGISA: Empresária diz que vai registrar queixa após ficar horas sem luz

R-BANNER-VAI-PASSAR_01_728x90-1.gif



FOLHA DO SUL ONLINE - Dona de uma padaria na região central de Vilhena, a comerciante Nayana Rúbia Vasconcelos Silva, 41, foi à redação do site citado, na manhã desta quinta-feira, 15, e relatou os transtornos que vem enfrentando nos últimos dias, com a interrupção do fornecimento de energia elétrica.

A comerciante contou que, ontem, seu estabelecimento ficou às escuras por mais de três horas, justamente no horário de pico, das 17:00h às 20:10h. Hoje, a energia acabou ainda de madrugada, por volta das 3:00h, e no momento em que a denunciante era entrevistada, às 10:30h, o fornecimento ainda não havia sido restabelecido.


Nayana diz que os apagões frequentes trazem prejuízos e constrangimentos: “imagine ter que dizer ao cliente que não conseguimos assar pães, um produto básico para milhares de famílias”.

Sem a energia, além do maquinário para produzir pães e outros itens, os fornos também não funcionam, e alguns produtos podem estragar dentro dos freezers e geladeiras.

Por isso, a empresária disse que, depois de registrar o caso na polícia, irá levar a situação também aos tribunais. “Já contratamos advogado para isso”.

IRRITAÇÃO

Nayana revela que, quando liga para o serviço de atendimento da Energisa, responsável pelo serviço, ouve sempre a mesma desculpa: “vamos enviar uma equipe ao local, senhora”. No caso de hoje, após mais de 7 horas no escuro, ninguém da empresa havia aparecido.

Galeria de Fotos da Notícia
















Sugestão de Pauta