Casal de Porto Velho é preso em São Paulo levando 133 quilos de maconha

Banner-8_728x90-px.gif



Um desempregado de 25 anos e a companheira dele, uma mulher de 22, moradores em Porto Velho, capital de Rondônia, e uma desempregada de 35 anos, moradora em Dourados (MS), foram presos em flagrante acusados de tráfico de drogas, na rodovia Marechal Rondon, em Guararapes (SP).

Eles transportavam mais de 100 tijolos de maconha e levavam no carro uma bebê de três meses, filha do casal, e um menino de um ano e 10 meses, filho do desempregado.


Policiais rodoviários realizavam patrulhamento de rotina pela Rodovia Marechal Rondon quando viram um veículo Fiat Uno, branco, com placas de Ribeirão Preto, ocupado por várias pessoas, entrando em um posto de combustíveis.

Quando os ocupantes do veículo viram a viatura demonstraram nervosismo, o que gerou a suspeita dos policiais. Ao determinar a ordem de parada o condutor obedeceu e a princípio os policiais verificaram que havia crianças de colo no interior do veículo, além das duas mulheres e do motorista.

Questionados se havia alguma irregularidade e o destino da viagem, os ocupantes do veículo entraram em contradição. Ao iniciar a revista no carro, já na primeira mala, encontraram tijolos de maconha.

O motorista acabou confessando que o carro havia sido preparado na cidade de Ponta Porã, e depois de realizado o transporte até Ribeirão Preto, receberia pela pelo serviço a quantia de R$ 15 mil.


As mulheres negaram a conduta. Os bancos do veículo estavam recheados com mais tijolos de maconha e debaixo do carpete do assoalho os policiais localizaram outra quantidade da droga. O veículo exala um forte cheiro de maconha, o que contradiz a versão das mulheres, que não sabiam que havia droga no carro.

Segundo a polícia, os ocupantes tentavam despistar a ação policial simulando uma viagem em família. No total foram apreendidos 113 tijolos da droga, que totalizaram 133 quilos. Também foram apreendidos três aparelhos de telefonia celular, 5mil Guaranis (moeda do Paraguai), 100 Bolivares (moeda da Bolívia) e R$ 180 em notas diversas, além de um recipiente contendo substância desconhecida, encaminhada para análise.

O homem e as duas mulheres foram presos em flagrante. As crianças ficaram sob os cuidados de conselheiros tutelares, e seriam levadas para uma casa abrigo.

RP10.com