EM RONDÔNIA: Indigenista da Funai morre atingido por flechada no coração

BANNER-VAI-PASSAR_02_728x90.gif 728x90d411b4316c22701e.gif


Morreu nesta quarta-feira (09) o indigenista Rieli Franciscato. Ele foi morto a flechada por índios isolados em um sítio na zona rural do município de Seringueiras, em Rondônia.


Conforme informações obtidas pelo Rondoniaovivo, o indigenista atuava na Funai há 30 anos. Ele trabalhava como coordenador da Frente de Proteção Etnoambiental Uru-Eu-Wau-Wau.


No momento em que foi atacado a flechada, Rieli tentava evitar um conflito entre os índios e moradores da região.


Uma das flechadas atingiu o coração da vítima, que ainda foi socorrida, mas morreu no hospital.

Rieli era paranaense, filho de migrantes em Rondônia, e desde pequeno se engajou na luta ao lado da floresta.


Nos anos 1980 e 1990 participou das redes mais engajadas de indigenistas em Rondônia, um dos fundadores da Kanindé. Tecnicamente e moralmente, era o maior sertanista vivo.


Fonte: Rondoniaovivo