SEM FISCALIZAÇÃO: Homem infectado por COVID-19 embarca em ônibus na capital e acaba detido na estrada

BANNER-VAI-PASSAR_02_728x90.gif 728x90d411b4316c22701e.gif

Tossindo muito, o engenheiro chamou atenção das pessoas que estavam no ônibus


Foto: Divulgação


Na manhã desta sexta-feira (28) uma equipe de monitoramento sanitário da cidade de Ouro Preto (RO) retirou de um ônibus interestadual um engenheiro civil identificado pelo nome de Kerlei Cabral Carvalho, que estava com 39° de febre em decorrência de infecção por COVID-19.




De acordo com Kerlei, ele embarcou em Porto Velho (RO) rumo à cidade de Cuiabá (MT), onde se trataria com um especialista. O que chama atenção é que não houve qualquer barreira sanitária na rodoviária da capital rondoniense.




Tossindo muito, o engenheiro chamou atenção das pessoas que estavam no ônibus, que por volta das 08h parou na cidade de Ouro Preto, momento em que a equipe entrou no veiculo e constatou a alta temperatura que ele apresentava.






“Eu estava dormindo e já acordei com a equipe sanitária colocando a pistola medidora de temperatura na minha cara e pedindo pra sair do ônibus, agora eu estou preso aqui”, disse Kerlei Carvalho.


De acordo com o decreto estadual é permitido o embarque de passageiros no estado de Rondônia em veículos de viagem interestadual e intermunicipal desde que o numero de pessoas seja reduzido e que nenhum passageiro apresente sinais de COVID-19.



Não houve qualquer empecilho para que Kerlei embarcasse na capital, fato que expos passageiros e funcionários ao risco da contaminação. Uma ambulância foi encaminhada para dar atendimento e levar o homem para um local isolado.



A responsabilidade de aferir a temperatura dos passageiros, além da empresa que presta o serviço, é também dos órgãos de Saúde municipal e estadual.