Mais de 400 produtores de Rondônia são beneficiados com o transporte gratuito de 12 mil toneladas de calcário

S-BANNER-VAI-PASSAR_02_728x90.gif BANNER-COVID-2_728X90-px.gif

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), iniciou no dia 24 de julho de 2020, o transporte gratuito de mais de 12 mil toneladas de calcário, com o objetivo de atender os pequenos produtores do Estado, com investimentos no valor de mais de R$ 2,3 milhões, provenientes do Fundo de Investimentos e Apoio ao Programa de Desenvolvimento da Pecuária Leiteira de Rondônia (Proleite).


O transporte gratuito é realizado pela Seagri, em parceria com a Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e municípios.


O transporte gratuito de calcário faz parte dos programas estaduais Mais Calcário e Proleite, os quais visam atender os produtores de leite da agricultura familiar do Estado. Com esta ação, serão beneficiados com o transporte de calcário cerca de 433 produtores de 35 municípios de Rondônia.


Segundo o secretário da Seagri, Evandro Padovani, essa é uma determinação do governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, de investir no fortalecimento da agricultura familiar, em especial, dos produtores de leite do Estado. Com este investimento, a Secretaria pretende desenvolver políticas agrícolas de fortalecimento da agropecuária, em especial no caso do calcário, por ser um insumo indispensável para o preparo do solo e plantio de lavouras e pastagens.


“A Seagri criou os programas atuais para contribuir com esse processo de modernização da agropecuária que exige precisão nos manejos das atividades agrícolas, a exemplo da análise de solo e da calagem, sabendo da importância da aplicação do calcário, para correção de solo em pastagem”, ressaltou Padovani.


A produtora Miriam Maria Júnior, de Nova Mamoré, recebeu o calcário em sua propriedade
Vários municípios já receberam o calcário e, nesta semana, serão entregues no município de Nova Mamoré 1.120 toneladas de calcário para 32 produtores de leite. As entregas devem continuar até o próximo mês. Segundo a produtora de Nova Mamoré, Miriam Maria Júnior, o transporte gratuito de calcário ajudou muitos produtores do município, que têm dificuldades em conseguir o transporte.

“Já faz algum tempo que eu estou correndo atrás de calcário, e para trazer ele até a nossa propriedade o valor é muito alto, precisamos de aproximadamente R$ 12 mil para o transporte de 35 toneladas. Nós temos 25 hectares e não íamos conseguir calcarear a terra se não fosse essa ajuda do Governo. O pasto sem correção de solo não passa de três anos aqui na nossa região, e quem tem gado sofre muito para produzir capim, pois o nosso o solo é muito ácido. Agora nós vamos refazer nosso pasto com a chegada do calcário para voltar a trabalhar com gado de leite. A base de tudo é o calcário, é essencial”, disse a produtora Mirian.

Para ser beneficiário do transporte, o produtor poderá comprar até 35 toneladas de calcário na usina da Companhia de Mineração de Rondônia (CMR), localizada em Pimenta Bueno ou na usina César Cassol, situada no município de Parecis, em seguida apresentar os documentos no Senar e Emater: boleto e comprovante de compra do calcário, RG e CPF, análise de solo em nome do produtor e declaração conjunta com o técnico da Emater ou Senar.

Leia Mais:
Produtores de Pimenteiras do Oeste são beneficiados com o transporte gratuito de calcário

Mais 70 toneladas de calcário são entregues a produtores de Vilhena

Produtores rurais de Nova Mamoré são beneficiados com a entrega de mais de mil toneladas de calcário