Palitot ressalta importância de apoio a cultura

R-BANNER-VAI-PASSAR_01_728x90-1.gif


A representatividade da nossa cultura trata de valorização de nossas raízes, nosso folclore e nossa história, afirma o edil




Com o objetivo de fomentar a cultura e a história de Porto Velho, o Professor Aleks Palitot promoveu na manhã desta segunda-feira (13), uma tele conferência com representantes de associações culturais e promotores de eventos para discutir viabilidade e apoio ao seguimento na capital.

“Desde o ano passado temos sido provocados positivamente pela Federação de Quadrilhas de Rondônia (Federon), entidade que vem lutando por mais aporte e apoio às quadrilhas e bois bumbás em nossa capital e principalmente no tocante a sede da instituição”, relata o vereador.

Segundo o professor, para a infelicidade dos entusiastas da cultura amazônica, a Federon foi destituída de sua sede em virtude do projeto na Cidade da Cultura, iniciada no Parque dos Tanques. “Nosso papel enquanto pessoa pública, eleito por grande parte da população de minha cidade, é justamente criar pontes, articular de forma limpa e transparente onde possível for, diálogos entre os Poderes Executivos, Municipal e Estadual, para políticas públicas envolvendo a cultura de Porto Velho”.

Uma das idéias sugeridas pelo Professor Marcos Teixeira, presente ao encontro seria a doação pela prefeitura de um terreno para a construção da sede da Federon. “Estamos com a cidade cheia de prédios abandonados ocupados por moradores de ruas e usuários de entorpecentes”.

Representação

Fernando Rocha, presidente em exercício da Federon falou de possíveis locais que pudesse servir de sede para a Federação e Aluízio Batista, do Boi Diamante Negro falou da falta de reconhecimento legal das entidades que atuam na cultura de nossa cidade e a possibilidade de criação de uma lei de apoio e fomento que assegurem a divulgação de nossa cultura e nossa identidade.

Dona Francisca Silva, do Boi Flor do Primavera, do bairro Caladinho, “vejo a juventude ociosa por falta do que fazer, e agora com o movimento vemos a união de nossos brincantes e os jovens se mobilizando. Realizamos a apresentação online ontem e isso é importante, a participação, a representatividade”, conta a coordenadora.