ARRASTÃO: Criminosos presos após fuga em Hilux da Emdur roubada fizeram 20 assaltos

R-BANNER-VAI-PASSAR_01_728x90-1.gif


Os criminosos identificados como Roney L. S., 23, e Adson A. R. N., 26, foram presos na noite de terça-feira (21) após uma onda de assaltos em Porto Velho (RO). Eles foram interceptados após uma intensa perseguição e confessaram a autoria de pelo menos 20 roubos.


O Rondoniaovivo apurou que, os bandidos roubaram um carro modelo HB20 na Rua Aroeira, bairro Cohab, na zona Sul da capital. Em seguida com o veículo, os criminosos armados com um revólver saíram fazendo arrastão na cidade, roubando celulares de quem eles encontravam pela rua e também fizeram assalto em um salão de beleza no bairro Tancredo Neves.


Em um dos roubos a residência, os bandidos agrediram um adolescente de 16 anos com coronhadas na cabeça. O crime aconteceu no bairro Jardim Santana.


Já em uma casa no bairro Cuniã, os assaltantes roubaram um carro modelo Celta com alguns objetos e fugiram deixando para trás o carro HB20 com um dos pneus estourados.

Eles não pararam de praticar assaltos e na Rua Pastor Eurico Alfredo Nelson, bairro Agenor de Carvalho, roubaram uma caminhonete Hilux, veículo oficial pertencente a Emdur (Empresa de Desenvolvimento Urbano). Durante o roubo, o servidor público ainda foi agredido a coronhadas e também teve o celular levado.

Várias equipes da PM já estavam fazendo buscas para localizar os bandidos e uma guarnição conseguiu se deparar com eles na caminhonete em fuga pela Avenida Imigrantes, sentido a ponte do rio Madeira.


Os criminosos ao receberem ordem de parada começaram uma fuga alucinada e só foram presos após um cerco com apoio de diversas equipes da Polícia Militar. O revólver usado no crime e os produtos roubados foram recuperados pela polícia.

Roney estava foragido da Justiça e usava tornozeleira envolvida em papel alumínio para cortar o sinal do monitoramento. O bandido disse pertencer a facção criminosa Comando Vermelho e nos últimos dias já tinha feito pelo menos 20 roubos em Porto Velho. Um terceiro envolvido nos crimes, conhecido como "FB" não foi localizado.


Rondoniaovivo