Urubu e seu bando são condenados a mais de 24 anos de prisão

R-BANNER-VAI-PASSAR_01_728x90-1.gif



Uma quadrilha envolvida em crimes de roubos, tráfico de drogas, posse ilegal de armas de fogo, corrupção de menores, entre outros crimes que foi presa pela Polícia Militar do Estado de Rondônia, no município de Cacoal em janeiro de 2019 foi condenada recentemente pelo Tribunal de Justiça a 24 anos de prisão.


A prisão


Na época, a prisão ocorreu em uma residência, localizada no Bairro Vista Alegre, após um brilhante serviço realizado pela PM do 4° Batalhão em identificar criminosos que vinha aterrorizando à população de Cacoal e outras cidades com a prática de diversos crimes, principalmente roubos e durante a execução de tal crime, os bandidos sempre estavam armados e utilizavam de violência e graves ameaças às vítimas para consumar a ação delituosa.


Foi apurado pela polícia, que a organização criminosa era originária da cidade de Ji-Paraná/RO e instalou-se em Cacoal em razão de que parte de seus integrantes estavam sendo ameaçados de morte naquela comarca, tendo eles forte ligação com uma facção criminosa.

A condenação


Em face do concurso material de crimes, somadas as penas, os acusados HENRIQUE DOS SANTOS SOUZA, vulgo “Rosinha”, PEDRO HENRIQUE RIBEIRO DE OLIVEIRA, vulgo “Urubu”, GUILHERME ALMEIDA MORAES BENIZ e TEFERSON PATRICK DA SILVA, foram condenados a 24 anos e 02 meses de reclusão e 551 dias multa, tornando-a definitiva. O regime inicial de cumprimento de pena será o fechado.

De acordo com a sentença foi negada o direito dos acusados recorrer em liberdade na medida que as condutas praticadas são graves, com ofensas a diversos bens jurídicos, atingindo o patrimônio de três vítimas, além de terem feito do crime meio para auferir renda, comercializando entorpecentes no local onde residiam.