Amigo vaza vídeo íntimo de lutadora e leva uma surra para nunca mais esquecer

BANNER-A---728x90-px-1.gif


Eloísa Brita, de apenas 20 anos, viveu um momento bastante conturbado na semana passada, quando um vídeo vazado com o namorado foi vazado na internet. Este é um problema enfrentado por diversas mulheres. O vazamento deste tipo de conteúdo é crime e o autor pode ser denunciado na polícia.


Universitária e ex-judoca, Eloísa Brita resolveu a situação de outra maneira. A jovem faz faculdade de negócio nos Estados Unidos e voltou ao Brasil, mais especificamente para o Rio de Janeiro, no dia 18 de maio. Os pais moram em Guadalupe, zona norte da cidade. Eloísa deixou o celular com um amigo de 15 anos e mal poderia imaginar o que ele iria fazer.


“Ele estava na minha casa e deixei meu celular na mão dele, desbloqueado. Éramos amigos de infância. Há uma semana um outro amigo me chamou para conversar, dizendo que sabia que ele tinha pegado o vídeo na minha galeria de imagens, se encaminhado no whatsapp e apagado a conversa para eu não ver”, explicou Eloísa.


Ao descobrir que tinha sido o amigo de infância, ela foi cobrar satisfação. Tudo parecia estar resolvido, até ela descobrir que as imagens foram parar na internet. Eloísa contou que ficou sem ação e depois foi cobrar satisfação do amigo. De cabeça quente, acabou aplicando um ipon – golpe de judô – nele. O vídeo da briga também viralizou. Eloísa saltou de 1.600 seguidores para 22,5 mil no Instagram.


A ex-judoca tem recebido apoio de homens e mulheres por causa do vídeo vazado. Eloísa pede que não compartilhem o seu vídeo do momento íntimo com o namorado gravado há dois anos. O agora ex-amigo deve ter aprendido a lição e ficado com umas marcas pelo corpo.


Fonte 1News