Peixe produzido em Rondônia sem procedência é barrado no Acre

CORONAVIRUS_02_468X60-px.gif


O Instituto de Defesa Animal e Florestal voltou a apreender peixes vindo sem procedência do estado de Rondônia. Essa é a segunda apreensão de pescado em menos de 15 dias. A rota chama atenção das autoridades sanitárias.


Cerca de 400 kg de pescado apreendido na última terça-feira (12) iriam para o Mercado Elias Mansour, em Rio Branco. Uma inspeção de rotina resultou na operação. As irregularidades incluem falta de procedência e rotulagem dos alimentos.


“Estamos atuando em três frentes distintas e com barreiras volantes. Na BR 364 trabalhamos em parceria com o IDARON. Isso faz parte da nossa rotina em garantir, por determinação do governador, a segurança alimentar da população” garantiu Jessé Monteiro, diretor-administrativo.


Há uma semana atrás, outra carga de peixes que vinha sendo transportado em um caminhão frigorífico foi apreendida pelos fiscais.


Os peixes estavam em caixas térmicas, sendo transportado em um caminhão baú sem apresentar os documentos zoossanitários obrigatórios para comprovar que foram processados em estabelecimentos com inspeção sanitária.



AC24H