MP vai à justiça e denuncia família suspeita de estar contaminada pelo Coronavirus que furou isolamento em cidade da região

S-BANNER-VAI-PASSAR_02_728x90.gif BANNER-COVID-2_728X90-px.gif

Promotor quer multa de R$ 10 mil para cada membro da família de Juína


O Ministério Público Estadual de Mato Grosso abriu nesta segunda-feira, 18 de maio, uma ação por danos morais coletivos com multa de R$ 10.000,00 (dez mil reais) para cada membro da família da cidade de Juína, a 240 km de Vilhena, que furou isolamento social que cumpria desde a última sexta-feira, 15 de maio, devido contato com outro juinense diagnosticado com a Covid-19, em Cuiabá (MT). Ao invés de ficar em casa, parte da família foi para Fontanillas curtir o final de semana.


De acordo com o promotor de justiça Marcelo Linhares, além do pagamento da multa, ele solicitou uma ordem judicial para proibir que a família repita o ato sob pena de multa diária. Antes de quebrar o isolamento, um dos membros da família chegou a gravar um vídeo que circulou pelas redes sociais alegando ameaças por terem ido a Cuiabá visitar o irmão diagnosticado com Coronavírus.


O que muitos não sabem é que as penalidades para quem descumprir o isolamento social incluem, além das multas, até um ano de detenção.


O artigo 268 do Código Penal trata do crime de infração de medida sani
tária preventiva. Confira o texto:


Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa: pena – detenção, de um mês a um ano, e multa. Parágrafo único – A pena é aumentada de um terço, se o agente é funcionário da saúde pública ou exerce a profissão de médico, farmacêutico, dentista ou enfermeiro.


Oficialmente, o município de Juína não tinha nenhum caso confirmado, mas neste final de semana houve 5 testes rápidos com resultado positivo e 8 casos suspeitos. O município agora aguarda o resultado dos exames enviados ao Laboratório central (Lacen), que devem ser divulgados na próxima sexta (22).




Fonte: Reprodução
Autor: Juina News