Governo de RO publica novo decreto; saiba mais

CORONAVIRUS_02_468X60-px.gif


O Governo de Rondônia publicou nesta quinta-feira (14) novo decreto de calamidade pública que implanta o plano de ação para frear o avanço do novo coronavírus. Entre as medidas previstas no documento nº 25.049, o Estado estende a suspensão das aulas na rede estadual, pública e privada de ensino até 30 de junho.


Clique aqui e acesse a íntegra do novo decreto


O anúncio do novo decreto ocorreu na quarta-feira (13) durante entrevista coletiva. O governador Coronel Marcos Rocha (Sem partido) informou que o plano de ação "Todos por Rondônia", anunciado em 8 de maio, passou por alterações. Atividades comerciais, como óticas e lojas de produtos agrícolas, por exemplo, entraram na lista de serviços essenciais.


Em meio as medidas que constam na nova ordem estadual, seguem suspensas: visitas em hospitais públicos e particulares, penitenciárias e unidades socioeducativas, asilos, orfanatos, abrigos e casas de acolhimento, ingresso no estado por transporte público ou privado.


O estado ainda proíbe: realização de eventos sociais (exceto reuniões de governança que tenham como objetivo o enfrentamento da pandemia) e permanência e trânsito de pessoas em áreas de lazer e convivência, seja pública ou privada, inclusive em condomínios e locais residenciais.


O governo também determina que haja vigilâncias sanitárias nos municípios para o controle de entrada e acesso de passageiros nos aeroportos, portos e rodoviárias, transporte coletivo seja feito sem exceder a metade da capacidade de passageiros, estabelecimentos comerciais fixem horários ou setores exclusivos para atender pessoas com idade superior ou igual a 60 anos e contratação temporária de profissionais da saúde.



Ficou decidido ainda que setores do comércio identificados como não essenciais podem permanecer funcionando, mas apenas pelo sistema de tele-entrega ou drive thru.


O Estado também definiu como obrigatório o uso de máscara em qualquer local que haja circulação de pessoas, "fechado ou aberto, privado ou público, como também nas áreas de circulação, nas vias públicas e nos meios de transporte". Caso contrário, "acarretará a aplicação de multa, conforme legislação correspondente", segundo o decreto.




Distanciamento social ampliado




De acordo com o decreto, os municípios de Porto Velho, Ariquemes e Guajará-Mirim estão enquadrados na primeira fase do plano de ação que prevê o distanciamento social ampliado (confira abaixo as fases dos municípios).


O governo cita que após 14 dias, será analisado se manteve, retrocedeu ou avançou a situação da doença nos municípios para redefinir as etapas (veja como vão funcionar as 4 fases).


A taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e o avanço na confirmação de casos de Covid-19 são parâmetros para determinar o nível de medidas restritivas em cada município e que constam no plano de ação.


Fases do plano de ação por municípios

Município Fase
Alta Floresta D'Oeste 2
Ariquemes 1
Cabixi 2
Cacoal 2
Cerejeiras 2
Colorado do Oeste 2
Corumbiara 2
Costa Marques 2
Espigão D'Oeste 2
Guajará-Mirim 1
Jaru 1
Ji-Paraná 2
Machadinho do Oeste 1
Nova Brasilândia D'Oeste 2
Ouro Preto do Oeste 2
Pimenta Bueno 2
Porto Velho 1
Presidente Médici 2
Rio Crespo 1
Rolim de Moura 2
Santa Luzia D'Oeste 2
Vilhena 2
São Miguel 2
Nova Mamoré 1
Alvorada do Oeste 2
Alto Alegre dos Parecis 2
Alto Paraíso 1
Buritis 1
Novo Horizonte do Oeste 2
Cacaulândia 1
Campo Novo de Rondônia 1
Candeias do Jamari 1
Castanheiras 2
Chupinguaia 2
Cujubim 1
Governador Jorge Teixeira 1
Itapuã do Oeste 1
Ministro Andreazza 2
Mirante da Serra 2
Monte Negro 1
Nova União 2
Parecis 2
Pimenteiras do Oeste 2
Primavera de Rondônia 2
São Felipe D'Oeste 2
São Francisco do Guaporé 2
Seringueiras 2
Teixeirópolis 2
Theobroma 1
Urupá 2
Vale do Anari 1
Vale do Paraíso 2

Fonte: Governo de Rondônia


Na quarta-feira (12) o estado chegou a 1.612 casos confirmados de Covid-19, sendo 1.189 casos ativos, aqueles que ainda não se curaram e transmitem a doença, além de 50 óbitos. Porto Velho é a cidade com maior número de pacientes diagnosticados com coronavírus, 1.238, o que representa cerca de 76% de todos os casos de Rondônia.