TRE-RO cassa mandato de deputado estadual Aélcio da TV por abuso no uso de veículos de comunicação

Banner-8_728x90-px.gif


Por quatro votos a um, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) decidiu cassar o mandato do deputado estadual Aélcio da TV (PP) por abuso no uso de veículos de comunicação durante a eleição nacional de 2018. A sessão ocorreu na última quinta-feira (23). Da decisão, cabe recurso.


Votaram favoráveis a cassação do mandato o desembargador Alexandre Miguel e os juízes Ilisir Bueno Rodrigues, Marcelo Stival e Francisco Borges Ferreira Neto. Já o voto contrário partiu do jurista Clênio Amorim. A sessão ocorreu por videoconferência em razão da pandemia do novo coronavírus.


Durante a sessão, a Procuradoria Regional Eleitoral acusou a campanha do deputado de veicular clipes, reportagens e comentários durante um programa de TV, em junho de 2018. Conforme a denúncia, a procuradoria verificou que quase 40% do tempo de exibição da campanha de Aélcio demonstrou "promoção pessoal e de cunho político".


Em contrapartida, o advogado Nelson Canedo justificou que Aélcio apenas veiculou a fiscalização da execução de suas emendas, que eram voltadas à educação.


Ao G1, Canedo disse que aguarda a publicação da decisão para entrar com recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


O advogado acredita que a decisão precisa ser revista, pois o deputado estadual nega ter feito qualquer promoção da campanha durante o período eleitoral em 2018. Informou também que Aélcio segue no cargo.



O deputado estadual se pronunciou sobre o caso no Facebook. Ele reforçou que não usou o programa para promover a campanha eleitoral.




Formado pela Universidade Federal de Rondônia (Unir) em economia, o deputado estadual Aélcio da TV é presidente da Comissão de Defesa do Consumidor, na Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE-RO).


Aélcio entrou na política em 2012. Ele se candidatou para vereador de Porto Velho e foi eleito com mais de 2, mil votos. Dois anos depois, foi eleito pela primeira vez como deputado estadual com quase 10 mil votos. Nas eleições de 2018, Aélcio foi reeleito com mais de 10,3 mil votos.



Fonte: G1