ONG Doutores da Amazônia doa mil máscaras e 2 mil kits de higiene para indígenas em RO

Banner-8_728x90-px.gif


A Organização não governamental (ONG) Doutores da Amazônia enviou, na última segunda-feira (27), mil máscaras e 2 mil kits com produtos de higiene e limpeza para indígenas de Rondônia se protegerem do novo coronavírus.


Segundo a ONG, as mil máscaras serão enviadas ao Distrito Sanitário Especial Indígena de Porto Velho (DSEI) e para a Associação de Defesa Etnoambiental (Kanindé) que farão a distribuição em algumas aldeias do estado. Entre os kits de higiene constam sabonetes, escovas e pastas de dentes.


A Fundação Nacional do Índio (Funai) recomenda que indígenas fiquem nas aldeias para evitar exposição a Covid-19. Com o isolamento as doações são importantes para evitar o desabastecimento das aldeias durante a pandemia, já que muitos indígenas compram alimentos e outros produtos básicos nas cidades fora da comunidade.


Povos indígenas são considerados como mais suscetíveis à doença, pois não tiveram o mesmo contato com vírus que não-indígenas.


Com um vírus mais agressivo, que é o caso do Sars-Cov-2, o resultado pode ter uma letalidade alta. O que pode ser agravado pela dificuldade de acesso a itens que ajudam na prevenção da nova doença, como sabonete, máscara e álcool gel.



Próximas ações
A ONG Doutores da Amazônia se programa para enviar cerca de 10 mil máscaras de tecido, 500 frascos de álcool em gel e duas cadeiras odontológicas para aldeias do estado. Adiante, a meta é ajudar aldeias localizadas no Amazonas e Mato Grosso.



Para a confecção das máscaras, a ONG firmou parceria com a Casa do Adolescente de Heliópolis, em São Paulo (SP), pelo projeto “Máscaras Solidárias – A Saúde Une Todos”, que visa estimular emprego e renda.


A ONG é conhecida em Rondônia como Doutores Sem Fronteira, e mudou recentemente o nome para Doutores da Amazônia.


Os voluntários já ajudaram mais de 40 etnias indígenas e comunidades do Amazonas, Rondônia e Mato Grosso, totalizando mais de 9 mil atendimentos, com mais de 20 mil procedimentos.


G1