Pipoca é servida como alimento para crianças em Ariquemes

S-BANNER-VAI-PASSAR_02_728x90.gif BANNER-COVID-2_728X90-px.gif



Uma denuncia realizada pelo vereador da cidade de Ariquemes, Rafael Pereira, chamou atenção da população do município de Ariquemes (RO), cidade localizada aproximadamente a 200 quilômetros da capital do estado, Porto Velho.



O vereador foi até o refeitório da Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental Chapeuzinho Vermelho e no local constatou milhos estourados em formas de alumínio espalhados em um balcão, acompanhando a pipoca, um copo de suco de cupuaçu.



O prefeito de Ariquemes é o delegado Thiago Flores, ex-secretário de estado, se tornou conhecido nacionalmente por ter sido acionado pelo Ministério Público Federal por mandar suprimir trechos de livros didáticos do ensino fundamental que esclarecia a união civil entre pessoas do mesmo sexo.



A pipoca não é recomendada pelos nutricionistas como alimento principal de uma refeição diária, com uma grande quantidade de corantes e conservantes, pode confundir o organismo das crianças, que também são colocadas em risco com as cascas, responsáveis por casos de morte por asfixia.


Em um vídeo que circula nas redes sociais, o prefeito Thiago Flores aparece discursando e afirma que “vai ter pipoca nas escolas sim”, porém o vídeo não segue em sua íntegra, ficando difícil compreender o contexto ao qual foi dito. 


A reportagem buscou contato com a secretaria de governo do município de Ariquemes, porém não ninguém atendeu no contato do órgão disponibilizado na página da prefeitura.


Triste semelhança


No estado de São Paulo, a inclusão da pipoca na merenda das crianças foi um dos artifícios utilizados pela conhecida “Máfia da Merenda” acusada de desviar milhões do desvio de milhares de reais que eram destinados para a alimentação escolar.


Confira vídeo: 





Fonte: Rondoniaovivo