Palitot pede regularização de bairros tradicionais da Figura A

BANNER-A---728x90-px-1.gif


Uma demanda que há muito vem recebendo a atenção do Professor Aleks Palitot, a regularização fundiária da Figura A, do município de Porto Velho, finalmente será realizada. O início dos trabalhos foi acertado na quinta-feira (13), durante reunião realizada na Secretaria Municipal de Regularização Fundiária, Habitação e Urbanismo (Semur), com o titular da Pasta, Edemir Brasil.


De acordo com Palitot a reunião com o Secretário Edemir e sua equipe tinha o objetivo de verificar as demandas que envolvem a regularização fundiária no município de Porto Velho. “Um trabalho realizado com muito brio e com muita maestria realizado pela equipe da Semur, um antigo pedido das comunidades que finalmente agora poderemos atender”, afirmou o vereador.

Segundo Edemir Brasil, foi alinhado durante o encontro o início dos trabalhos na Figura A, que compreende os bairros, Baixa da União, Triângulo, região do Mucambo e os empreendimentos habitacionais localizados na Estrada do Santo Antônio como o Candelária I ao V, para que se realize a regularização fundiária.


“São áreas pertencentes à União, mas as conversações estão bem avançadas para passar para o município a titularidade e finalmente, através da Semur, entregar para os moradores devidamente cadastrados os títulos definitivos”, explica o Secretário.



Atualmente, a secretaria está trabalhando nos títulos em União Bandeirantes, inclusive com um evento programado no local para o dia 08 de março. “Após esta data viremos para Porto Velho e iniciaremos este trabalho na Figura A. Uma região histórica do município de Porto Velho que já deveria ter sido atendida, mas que devido ao trâmite burocrático e de ser uma área da União teve esses entraves”, explica o Secretário.


Para Palitot, o município demonstrou que está trabalhando em parceria com a União, e a SPU está bem alinhada com Semur, ao que o secretário ressaltou o apoio recebido para solucionar a questão e na primeira quinzena de março iniciaremos o trabalho nos bairros da Figura A.


Fonte: Assessoria