Dono da Havan processa pré-candidato de esquerda em Porto Velho

S-BANNER-VAI-PASSAR_02_728x90.gif BANNER-COVID-2_728X90-px.gif
   Foto Divulgação/ Arquivo pessoal


Luciano Hang, dono das lojas Havan, abre processo contra o pré-candidato à prefeito Samuel Costa.
O motivo da acusação é pelos crimes de calúnia, injúria e difamação nas redes sociais.


O que levou à este ponto, foi devido às divergências políticas expostas por ambos em rede social, chegando a publicarem provocações e insultos.


O acusado é declaradamente esquerdista e defensor do ex-presidente Lula e partido do PT, ele comprou briga com o mega-empresário da rede Havan, onde este é declarado direitista e pró Presidente Jair Bolsonaro.


Hang, deu entrada do processo no 1º Juizado especial criminal e a audiência de uma tentativa de conciliação está marcada para o próximo dia 06 de Março, no Fórum Desembargador César Montenegro, em Porto Velho (RO). 



No ano de 2019, Samuel Costa, se envolveu em mais uma polêmica quando zombou do fato de uma das estátuas Havan ter pegado fogo.


Após mais este episódio de alteração, ele na época estava em cargo comissionado, logo foi exonerado da Assembleia Legislativa (ALE/RO) e passou a piorar sua postura, atacando e revidando em redes sociais qualquer bolsonarista, inclusive o próprio Hang.


Por Mídia Rondoniese