Mais 10 integrantes do PCC são transferidos de SP para presídio federal de Porto Velho

S-BANNER-VAI-PASSAR_02_728x90.gif BANNER-COVID-2_728X90-px.gif


Por determinação judicial, dez integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital) foram transferidos, ontem, de presídios estaduais de São Paulo para o sistema penitenciário federal. Todos eles deram entrada na penitenciária federal de Porto Velho (RO).



Ao longo do ano, mais de 30 integrantes da facção foram levados de São Paulo para presídios federais. Entre eles, o líder do PCC, Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, em fevereiro deste ano. Atualmente, ele está na unidade de Brasília.



Entre os removidos estão Eduardo Lapa dos Santos e Jailton Bastos de Souza. Segundo o MP (Ministério Público), os dois são acusados de envolvimento no assassinato do agente federal Henry Charles Gama Filho.



O servidor trabalhava na Penitenciária Federal de Mossoró (RN) e foi morto a tiros em 12 de abril de 2017, a mando dos líderes do PCC, insatisfeitos com as normas rígidas nas unidades prisionais federais.



Lapa e Jailton, além de Edmar Fudimoto, outro removido com o grupo, cumpriam pena na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, a 600 km da capital paulista.



Fonte: UOL