Mulher com síndrome de down morre ao cair em fossa no interior de RO

CORONAVIRUS_02_468X60-px.gif


Uma mulher com síndrome de down foi encontrada na manhã deste domingo (20) dentro de uma fossa séptica aberta ao lado de um hotel localizado na Rua José Lenk em Ouro Preto do Oeste, próximo da rodoviária, o local está preservado pela Polícia Militar, e o corpo ainda está no local aguardando a chegada da Perícia Criminal.


A moça foi identificada como Débora Dias, 30 anos, era surda-muda e tinha dificuldade em conversar, tinha a mentalidade de uma criança e estudava na Escola Pestalozzi, era bastante conhecida no bairro e morava perto do local.


A fossa estava sendo reformada, e para mantê-la protegida foi colocado pelo construtor blocos de isopor para proteger o buraco aberto entre as vigas de sustentação.


A família percebeu o sumiço de Débora logo pela manhã e começou a procurá-la, porém seu corpo foi localizado por uma testemunha por volta de 10h40 da manhã. Ninguém soube informar como ela caiu dentro da fossa.


A Polícia Militar chegou rapidamente ao local, providenciou o isolamento da área, depois acionou a Perícia Criminal (Politec) da Polícia Civil e a funerária de plantão.


Familiares e vizinhos entraram e desespero na hora que foram ao local onde Débora caiu, parentes da vítima passaram mal e foram levados ao Hospital Municipal. Muitas pessoas caram estarrecidas com a cena trágica e, ao mesmo tempo absurda, e teceram comentários cobrando responsabilidade sobre o fatídico que ceifou a vida de Débora Dias.


Corpo de Débora foi encontrado boiando dentro de fossa aberta ao lado do Hotel Paraná



Polícia Militar isolou a área, acionou a perícia criminal e a funerária de plantão…



Fonte: Correio Central