"O pai sequer derramou uma lágrima", diz delegado sobre menina espancada até a morte


"O pai sequer derramou uma lágrima pela morte da própria filha", afirmou o delegado Rodrigo Camargo da delegacia de Homicídios de Ariquemes (RO), no Vale do Jamari, sobre o caso Lauanny Hester Rodrigues, que tinha dois anos e foi morta pelo pai e a madrasta. O crime aconteceu no fim da manhã de sábado (21) no bairro Marechal Rondon.


De acordo com o boletim de ocorrência, o crime se tratava de homicídio doloso, mas após o interrogatório dos envolvidos, o delegado responsável pelo caso afirmou que os acusados responderão por homicídio qualificado.


"Foi encaminhado o cadáver da criança ao IML [Instituto Médico Legal]. Lá foi constatada hemorragia interna com lesões no fígado, no coração e também nos pulmões. Tudo decorrente do espancamento. A morte foi causada por espancamento. Uma covardia e de forma muito cruel".


Rodrigo conta que ao chegar no local do crime, após receber uma chamada da Central de Atendimentos da Polícia, percebeu que a casa estava desorganizada. Os responsáveis pela menina não estavam na residência quando o corpo foi encontrado.


"No local havia uma sala com alguns objetos revirados. A casa era totalmente insalubre e sem condições de higiene, mostrando que ali viviam pessoas que faziam o uso de drogas, me lembro que havia um pacote de farinha virado".


Enquanto uma guarnição investigava o local, segundo o delegado, outra foi enviada para fazer a busca dos suspeitos: o pai, identificado como William Monteiro da Silva de 25 anos, e a madrasta, Ingrid Bernardino Andrade de 23 anos.





Fonte: Sintonia Fina

"O pai sequer derramou uma lágrima", diz delegado sobre menina espancada até a morte "O pai sequer derramou uma lágrima", diz delegado sobre menina espancada até a morte Reviewed by Mídia Rondoniense on setembro 22, 2019 Rating: 5