Gif_Fhemeron_728x90.gif

MONSTRO - Padastro estupra e mata enteada de 9 anos



O homem suspeito de estuprar e matar a enteada em Londrina, no norte do Paraná, foi indiciado pelos crimes de estupro de vulnerável e feminicídio. A Polícia Civil concluiu as investigações sobre o caso na segunda-feira (29) e encaminhou o processo ao Ministério Público do Paraná (MP-PR) nesta terça-feira (30).


Sandro de Jesus Machado, de 25 anos, está preso desde o dia 21 de julho, data em que o corpo de Sara Manuela Silva, que tinha 9 anos, foi encontrado em um fundo de vale.


De acordo com a polícia, Machado confessou que estuprou e matou a enteada em depoimento. Disse que levou a menina até essa mata, estuprou e decidiu matá-la porque a criança falou que contaria para a mãe. O suspeito afirmou à polícia que ainda ofereceu R$ 5 pelo silêncio da enteada.
Sara Manuela Silva foi encontrada morta em Londrina — Foto: Reprodução/RPC

A delegada do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria) Livia Pini, responsável pela conclusão do inquérito, relata que a vítima já tinha sido vítima de abuso sexual anteriormente.

“O padrasto foi indiciado duas vezes pelo crime de estupro de vulnerável porque acreditamos que a menina já tinha sido abusada por ele anteriormente. O padrasto negou o primeiro estupro, mas manteve a confissão de que matou a menina após estuprá-la há dez dias ”, disse a delegada.



Desde abril, a menina e a família eram acompanhados por uma rede de proteção. A escola notou que Sara mudou o comportamento inesperadamente. O acompanhamento era feito pelo Conselho Tutelar e pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas).


“A agressividade pode ser vinculada ao desenvolvimento normal da idade, mas também pode estar associada a uma situação de violência dentro de casa. A rede de proteção fez um trabalho com a família porque havia a suspeita de violência doméstica contra a mãe da criança”, explicou Livia Pini.


Livia Pini destacou que a atitude da vítima de não aceitar o dinheiro do padrasto e de dizer que iria contar para a mãe foi uma orientação repassada pela genitora.


“ A mãe relatou que fez um trabalho preventivo, orientando que se acontecesse qualquer coisa procurasse por ela. Não sabemos dizer se isso ocorreu foi por causa do trabalho realizado pela rede de proteção ou se a mãe tinha alguma desconfiança, porque não surgiu nenhuma testemunha”, finalizou a delegada.



Sandro de Jesus Machado confessou ter estuprado e matado a enteada, em Londrina; ele disse, nesta segunda-feira (22), ter se arrependido do crime. — Foto: Reprodução/G1


A Polícia Civil aguarda o resultado de exames periciais do corpo da menina e de materiais encontrados no local do crime.


“No depoimento prestado ao Nucria, Sandro não explicou como convenceu a enteada a descer até o fundo de vale, mas confirmou os demais detalhes prestados anteriormente. Relatou que não usou camisinha para estuprar a criança e que usou drogas no local”, informou a delegada do Nucria.


No depoimento, o padrasto disse ainda que está arrependido do crime. Ele ainda não tem advogado constituído.





Fonte: G1
MONSTRO - Padastro estupra e mata enteada de 9 anos MONSTRO - Padastro estupra e mata enteada de 9 anos Reviewed by Mídia Rondoniense on julho 30, 2019 Rating: 5