Publicidade
Aftosa_WEB_468x60.gif

Descarte irregular de agulhas coloca em risco a saúde de garis de Cacoal, RO


Em Cacoal (RO), município a 480 quilômetros de Porto Velho, garis estão se ferindo com agulhas e outros objetos cortantes que são descartados de forma errada no lixo doméstico. Neste ano já foram registrados sete acidentes de trabalho dessa natureza, de 26 garis que conta a cidade.


Juanito Ferreira de Lima foi dos garis que se machucou. Ele furou o dedo ao pegar uma sacola. "Eu segui toda as orientações de como pegar a sacola, mas não tinha como evitar. A agulha atingiu a ponta do meu dedo ela estava bem em cima", contou.


A coleta é feita por empresa terceirizada. O encarregado Valdeir Loures explicou que, embora os trabalhadores usem luvas, não protegem de materiais perfurocortantes, apenas de bactérias.


"A luva só protege de contaminações contra bactérias e o chorume do lixo. São muitos cacos de vidro, palitos de espetinho, facas, jogadas sem proteção nenhuma. Essas atitudes nos preocupam, pois queremos preservar a vida dos coletores", afirma o encarregado.


Neuza Amaral trabalha no serviço de assistência especializado e disse à Rede Amazônica que esse tipo de acidente coloca em risco a saúde do trabalhador, já que há risco de transmissão de doenças graves.


Acidentes podem transmitir graves doenças aos coletores de lixo. — Foto: Rede Amazônica/Reprodução



"Existem muitos profissionais que não estão imunes a hepatite. Então quando eles se machucam, temos que trabalhar as hepatites virais, fazendo a imunoglobulina, que é um medicamento realizado quando a pessoa não tem a imunidade. Ele funciona como um soro, um atendimento de emergência. Além da profilaxia do HIV, que é a mais perigosa", alertou Amaral.


Após se ferir com a agulha, Juanito Ferreira de Lima teve que tomar sete vacinas e ainda está fazendo o tratamento.


"Tomei o coquetel por 28 dias, 58 comprimidos. Voltei no hospital e lá me pediram para continuar acompanhando, pois a medicação é forte e poderia me dar reação", explicou o gari.


Para quem faz uso de agulhas em casa e não sabe como fazer o descarte correto, a dica é: após usar o material, fechar a seringa e colocar dentro de uma garrafa pet, depois é só fechar a garrafa e levar até uma Unidade Básica de Saúde (UBS).


Agora, se a dúvida é como descartar cacos de vidro, Juanito tem a orientação. "Poucas quantidades podem ser colocadas em caixas de leite e em seguida em uma sacola, já em grandes quantidades é só colocar em caixas de papelão, fechar, colocar em uma sacola e amarrar, pois no caso de chover a sacola protege o papelão", orientou o coletor.



Fonte: G1/Ro
Descarte irregular de agulhas coloca em risco a saúde de garis de Cacoal, RO Descarte irregular de agulhas coloca em risco a saúde de garis de Cacoal, RO Reviewed by Mídia Rondoniense on junho 22, 2019 Rating: 5