Image and video hosting by TinyPic

O passeio de Litorina vai ser um “sonho realizado” para os ex ferroviários, afirma o Vereador Aleks Palitot


Depois de muitas horas de “mãos a obra”, o Vereador Aleks Palitot vai poder ver um de seus grandes objetivos sendo alcançados. É a instalação do passeio de “Litorina” – meio de transporte dos servidores da Madeira Mamoré, na época da construção da linha férrea -, que está em fase de acabamento e atenderá a toda comunidade de Porto Velho e turistas, com o trecho de quase 500 metros na região da Capela de Santo Antônio, onde começou toda a história da estrada de Ferro que formou um verdadeiro “zíper” no meio da mata verde da então inexplorada Amazônia ocidental.


Mas para chegar até ao ponto, foram muitos dias de trabalho pesado e, ao mesmo tempo, burocrático com a “via crúcis” das buscas de autorizações para viabilizar o projeto. O professor e historiador Aleks Palitot, junto aos ex ferroviários da associação e servidores do gabinete do próprio vereador, botaram a mão na massa e abriram o caminho dos trilhos, tomado pelo mato e pelo barro. Foram mais de seis meses de trabalho, sempre aos finais de semana e até alguns dias da semana também. Durante esse processo, foram chegando mais apoiadores da ideia. Assim como o exército, a prefeitura, o governo e até a Santo Antônio Energia.


“Daqui uns dias, quem for visitar o Memorial Rondon, além de conhecer o acervo histórico e a exposição permanente “Rondon, o Marechal da Paz”, que fica na mesma área da “Igrejinha” de Santo Antônio, vai poder dar um passeio pelos trilhos de nossa história e conhecer um pouco mais sobre o surgimento de Porto Velho”, comentou o Vereador.


Aleks Palitot conta que uma das maiores satisfações é ver o sonho dos ex ferroviários, todos já em idade avançada, sendo realizado. “O seu Moisés foi servidor da estação principal e também trabalhou no escritório administrativo da Madeira Mamoré (o prédio do relógio). Ele sempre quis ver a Maria fumaça voltando a fazer o passeio turístico, mas isso hoje está além de nosso alcance. A ideia de pôr a Litorina no lugar do trem era muito mais viável, e nós ajudamos aqueles homens que fizeram tanto por essa estrada a realizar pelo menos esse desejo antes de partir, porque a vida é passageira, todos nós sabemos que precisamos partir um dia”, comenta Palitot.


O vereador agradece a todo o apoio que foi empenhado a associação dos ex ferroviários, tais como o do IPHAM, que é o responsável pelo trecho e patrimônio da E.F.M.M., ao Ministério Público Federal, a prefeitura e suas secretarias de serviços públicos, ao exército, através do 5º BEC e 17ª Brigada, a Sejus, que cedeu os reeducandos para limpar boa parte dos trilhos e espalhar as pedras britas, a Setur, ao próprio governador Marcos Rocha e a primeira dama Luana Rocha, e a todos os servidores de seu gabinete na Câmara, que apoiaram essa iniciativa de sol a sol.


A litorina tem capacidade para até 12 passageiros e iniciará os passeios, que serão gerenciados pelos ferroviários, daqui alguns dias. “Vai ser um grande dia a inauguração da mini estação e do passeio turístico. O início de uma nova historia para se trilhar”, finaliza o Vereador Aleks.


Fonte: Assessoria
O passeio de Litorina vai ser um “sonho realizado” para os ex ferroviários, afirma o Vereador Aleks Palitot O passeio de Litorina vai ser um “sonho realizado” para os ex ferroviários, afirma o Vereador Aleks Palitot Reviewed by Mídia Rondoniense on março 26, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário